Gostaria de falar com um de nossos consultores? Clique Aqui

Como as pessoas com deficiência eram tratadas antigamente?

Como as pessoas com deficiência eram tratadas antigamente? Leave a comment

Ao longo da história da humanidade, as pessoas que nasciam com deficiência eram invisíveis para a sociedade. Em alguns lugares, bebes que nasciam com deficiência física eram mortos ou abandonados, se estes sobrevivessem, eram levados para divertir os nobres, como bobos da corte ou nos circos.

Os surdos eram vistos como ineducáveis, eram escondidos por suas famílias pela vergonha de ter gerado uma criança fora dos padrões aceitos pela sociedade.

As pessoas com deficiência física e mental eram tratadas como possuídos por demônios e queimados como bruxas.

A sociedade marginalizou as pessoas com deficiência de uma maneira preconceituosa, desrespeitosa, privando-os de serem livres e até mesmo do direito a vida.

Com o passar dos anos, sugiram os hospitais de caridade e asilos que abrigavam e cuidavam das pessoas com deficiência. No Brasil, em setembro de 1854 o Imperador Dom Pedro II criou o Imperial Instituto dos Meninos Cegos hoje Instituto Benjamin Constant, e em 1857 o Imperial Instituto de Surdos Mudos hoje Instituto Nacional de Educação de Surdos – INES, os quais atendiam pessoas de todo o país, muitos que foram abandonados por suas famílias.

A partir do século XX foi mudando o conceito da sociedade, que gradativamente foi integrando as pessoas com deficiência enxergando seus potenciais.

Hoje ainda encontramos algumas barreiras e preconceitos, mas felizmente o cenário vem melhorando a cada ano no que diz respeito ao acesso a educação, saúde e profissionalismo. Está aumentando o número de empresas acessíveis que respeita o ser humano, independente de qualquer deficiência.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Compartilhe!

Deseja obter mais informações sobre nossos serviços?

Abrir chat
Olá, como podemos te ajudar?
Powered by